O que o Brasil quer ser quando crescer?

Com apenas vinte e nove anos, prestes a completar trinta, a Constituição brasileira é uma jovem, quando sua idade é comparada aos mais de sessenta anos da Constituição da França, aos setenta Constituição da República Italiana e parece mais jovem ainda ante aos mais de duzentos anos da Constituição dos Estados Unidos. Se estivéssemos falando de uma pessoa, poderíamos afirmar em 2018 este alguém sai da juventude para entrar na maturidade ao completar seus trinta anos. É justamente nessa fase

ler +

Juventude paranaense invertendo a lógica

Dados do Banco Mundial no relatório “Competências e Empregos: Uma Agenda para a Juventude” apontam que 52% da população jovem brasileira, com idade entre 19 e 25 anos, quase 25 milhões de pessoas, encontram-se fora do mercado formal de trabalho. Nesse relatório, foram considerados os 11 milhões dos chamados “nem-nem”, aqueles que nem trabalham, nem estudam. A eles, foram somados aqueles que estão estudando, mas com atraso em sua formação. E os que trabalham, mas estão na informalidade. Esses dados

ler +

Novas lideranças mudam forma de fazer política no PSDB

O secretário geral do PSDB, em Curitiba, Edson Lau Filho, disse nesta quinta-feira, 20, que as lideranças do partido trouxeram formas inovadoras de comunicação nas redes sociais, mas que isto não impõe o distanciamento das ruas e o diálogo mais próximo com a população sobre as principais demandas da sociedade. “Hoje o contato é mais dinâmico e direto com o uso comum das redes sociais”, disse Lau Filho.“A gente observa novos nomes surgindo como o caso do Beto Richa, no

ler +

Precisamos radicalizar a democracia

O aumento da descrença na política e nas instituições democráticas tem afastado as pessoas da participação política. A aversão dos brasileiros à atuação política, ao contrário de significar um protesto contra “tudo isso que está aí”, tem contribuído para a fragilização da nossa democracia. A participação política não pode se resumir aos processos de escolhas eleitorais. Tão importante quanto esta obrigação é a fiscalização e acompanhamento da atuação dos eleitos e da efetivação das políticas públicas. Isso é fundamental para

ler +

O que Brexit, Donald Trump e Bernie Sanders tem a ver?

Nas últimas semanas uma notícia abalou as estruturas econômicas e políticas da Europa e do mundo: a população britânica votou pela saída do Reino Unido da União Europeia, com a esmagadora vantagem de mais de um milhão de votos. As consequências políticas e econômicas certamente mudarão os eixos do planeta, entretanto o que desejo aqui ressaltar é como a campanha do “Brexit” se deu e as principais motivações na escolha dos britânicos. Entre as marcas mais preponderantes da campanha estão:

ler +

Angústia

Em 2002, Lula em seu discurso de vitória decretou que “a esperança venceu o medo”, claramente uma resposta alusiva à peça publicitária, protagonizada por Regina Duarte, que teve grande impacto quando veiculada pela campanha do então candidato do PSDB José Serra. Desde que me entendo por gente não vou com as ideias e devaneios petistas, deve ser porque nasci no olho do furacão, em São Bernardo do Campo, meu pai que sempre trabalhou nas metalúrgicas e empresas do ABC Paulista,

ler +

O mineiro só é solidário no câncer

Essa semana pude mais uma vez assistir o filme “Bonitinha mas ordinária”, um clássico do cinema nacional, com bela atuação do saudoso José Wilker e inspirado na célebre peça de Nelson Rodrigues. “No Brasil todo mundo é Peixoto!” é o resumo da calhordice e da hipocrisia, ecoado pelo amoral dr. Werneck, ao fazer uma proposta indecorosa a Edgard, personagem principal, referindo-se ao genro oportunista Mas o bordão/ideia-fixa do filme, que foi repetido diversas vezes por Edgard, é “O mineiro só

ler +

Hoje foi diferente?

Todos os dias acordo com meu celular berrando pontualmente às 7:20* da manhã. Todos os dias eu desligo o despertador e ele berra de novo às 7:32. Todos os dias eu desligo o despertador, mais uma vez, e ele urra e pula, definitivamente às 7:45. Mas hoje foi diferente. Olhei o celular com o canto dos olhos e tinha um email: Polícia Federal faz operação na casa do ex-presidente Lula, na Grande SP. Apertei os olhos com força, para ter

ler +

O grande desafio

Escrever é um grande desafio. Nunca imaginei que teria a oportunidade de periodicamente, poder compartilhar algo tão íntimo. Digo que escrever é um ato íntimo, pois os amantes das letras podem identificar em cada vírgula, figura de linguagem ou parênteses, as mais obscuras intenções daquele que ousa sujar um papel com tinta ou, como na atualidade, gasta as pontas dos dedos num teclado.

Vamos deixar a democracia seguir seu curso

É muita asneira num país só: nas redes sociais, pseudo-blogueiros e até alguns jornalistas que, de certa maneira eu respeito. Não, não sou da elite branca-pequeno-burguesa-paulista-conservadora-cristã. De todos esses adjetivos que o PT e suas adjacências tentam rotular quem lhes opõe, só me cabem “paulista” e “cristão” (meus amigos sabem que sou um cristão heterodoxo…), sou alguém que, como a maior parte dos brasileiros, sobrevive com a renda resultante do meu trabalho, sou negro, neto de nordestinos por parte de

ler +

Estragaram a Copa dos meus sonhos

Se quiser ler o texto até o final, deixo claro um ponto: sou apaixonado por futebol. Sou daqueles que assiste campeonato russo e critica o treinador do Spartak por deixar o Kombarov de fora, sou daqueles que vai amarradão ao Marcelo Stéfani (ou Nabizão) e paga pra ver Bragantino X Santa Cruz. Acompanho futebol desde que me entendo por gente. Lembro minha mãe repassando a história que seu avô lhe contara que o gol de Ghiggia em 50 fez um

ler +

Respostas práticas

Em março de 2012 os jovens tucanos da Região Sul estiveram reunidos e juntos divulgamos a “Carta de Florianópolis”. Na carta criticamos a centralidade dos recursos na União e reafirmamos nosso compromisso com os municípios, defendemos um novo pacto federativo que reorganize a distribuição de recursos e impostos que desonerem os que produzem empregos e riqueza. O contexto agravou-se em pouco mais de um ano. A Região Sul tem mais de 20% dos municípios do país, sua economia é responsável

ler +

Aos vencedores, os tomates

Os memes e campeões de menções nas redes sociais, em sua maioria sátiras, são o espelho do sentimento de uma parcela significativa dos jovens, que não conhece ou não possui canais de manifestação. Tudo isso é reflexo da mudança do perfil do brasileiro médio, bem como do bônus demográfico, grupo denominado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso de “radicais livres”. Talvez a grande reinvenção dos partidos políticos, do Estado, dos marqueteiros e vendedores em geral, será como fazer uma comunicação efetiva

ler +

Site Footer